O tenente Florentino Cardoso, delegado de polícia da cidade de Barras, foi levado ao Tribunal Popular do Júri em 1935, quase oito anos após ter assassinado o motorista Gregório. Os resultados que se seguiram foram surpreendentes. O livro “Parabelum”, de Enéas Barros, conta a história do crime que abalou Teresina e será lançado nesta quarta-feira, 21 de maio, às 19 horas, na Casa da Cultura.

 

>