Em artigo acadêmico, publicado em 2017, Francisco de Assis de Sousa Nascimento "traça um paralelo analítico das cidades inseridas na dramaturgia do diretor, arranjador, encenador, crítico de teatro, escritor e premiado dramaturgo Benjamim Santos, utilizando dispositivos estéticos, resultantes da experiência social que integra a cultura e a memória, tendo neste texto em especial, o enfoque na produção teatral, inscrita no recorte temporal de 1958 a 1970". No resumo do artigo, o autor diz que o "trabalho tem como objetivo principal fazer uma análise da abordagem das cidades nas produções teatrais, dando-lhe, a partir da constituição de uma estética teatral peculiar que denuncia os conflitos e tensões sociais urbanas e suas implicações nas formas estéticas de atuação social, sua militância e participação nos principais movimentos culturais e políticos transcorridos na segunda metade do século XX".

Leia o artigo.