Estava pensando em Tutankamon.
Estive no seu túmulo.
Senti o ar de uma casa abandonada, ainda com o cheiro dos habitantes que

dali se foram.

O cheiro de suas salas estava ali, por que naquele tumulo estava
transportado tudo o que fora parte de sua existência.
Tutankamon tinha imensa ternura por aqueles que haviam sido seus amigos.
Assim, estavam a muleta e as bengalas de Semenkare, a roupa de Acknaton e
mais ainda a roupa também de um outro faraó.
Para a sua ternura, não para a sua morte, para a sua ternura sobre ele
estava um ramalhete de flores do campo - flores secas - e a ternura de três
mil anos - ternura que também é eterna como o cheiro da ternura.