Sonho

A Armação de um Poema,
O Sonho,
de uma Felicidade;
o Suspiro
de uma Solidão.
O Beijo que não foi colhido,
ficou como flor caida da jarra.
A Alma sem repouso,
vaga mais que um vagalume
perdido na noite.
A Esperança
de que tua vinda
traga o alimento Espiritual
para armar o Poema
no jardim esquecido
de meus cuidados,
de meu esquecimento,
repleto de minha Solidão.
 
                          clarisse de oliveira