Na Floresta Negra, em Frankfurt, Alemanha, o Imperador Romano, Adriano, construiu um Castelo, para repouso da soldadesca.
Hoje tem a estátua de Adriano em bronze, diante do Castelo.
Visitei esse Castelo, em companhia de minha amiga alemã, Betty Preetz.
Embaixo, uma espécie de porão do Castelo, tem um museu de "coisas" romanas "daquela" época... exemplo: sapato do soldado... em tiras de couro, mas.. que pé! Enorme pé! As lanças de guerra, as construções em miniatura de madeira para pequenas "estações"... pois o ditado "Todas as estradas vão à Roma", é bem aplicado! A Europa inteira, ouviu a marcha dos soldados romanos...
Sacerdotisas druidas podem ter se encantado por eles, os romanos... e podem ter sofrido muito ao sacrifica-los aos seus deuses!
Ontem, já bem tarde da noite, um soldado me telefonou aflito pela saude do filho, ja homem, e prestes a ser pai também. Um soldado mestiço, como o são os brasileiros que vêm das familias formadas pela mestiçagem dos antigos povos do Rio de Janeiro...
Ele não estava perto de mim, mas como uma ajudante das antigas religiões Celtas, eu o acalentei, como se sua cabeça estivesse apoiada sobre meus joelhos, eu sentada, nas pedras à volta dos "dolmens", próximos aos antigos templos.
O acalanto da mulher, ao guerreiro, ao soldado que vive em favor da vida para a morte!