Novamente o Cavalo Amarelo
 
  Escrevi um poema sobre você,
              Cavalo Amarelo
  -" O Cavalo na Catedral."
  Hoje, pela manhã, olhando o jardim,
  vi-te outra vez:
    - Caminhavas de frente para mim:
      à tua volta, um halo de luz...
      E teu ser animal emanava uma sensação
      de condutor missionario

  Sempre que me apareces,
  significa: Mudança
  Eu te cavalguei em batalha - como mulher,
  pois foram aceitas escudeiras,
  e eu pertencia à Estancia de onde o chefe
  em batalha era originario.
  Enquanto cavalgamos, sabemos:
  - o atos não são pesados - como tudo o mais
  em nossas vidas futuras no Planeta,
  será sempre assim.
  O Efeito dos Atos
  é a Soma Inexoravel - o Aguilhão
  que rodará até o último dente
  na Caixa do Palco de nossas vidas.