Muitos Beijos
 
Você me enviou pela Internet,
"Muitos Beijos"
Mas,
não vou poder colhe-los,
como faria com os jasmins miudos
do jardim da casa de meu avô chinês.
Quando a tarde caía,
e o ar era menos pesado,
meu avô colhia os jasmins
para com eles,
perfumar as caixas com  chá
que seria servido no bule de ceramica,
com a alça envolvida por fios de palha.
As xicaras de porcelana,
espalhavam o perfume do chá
por sobre os móveis antigos
da sala de meus avós.
Ainda bem
que os jasmins perduram seu perfume
nas minhas lembranças de saudade,
para que os beijos que jamais colherei
se transformem em Esperança
na Eternidade de Minha Alma.
                                             clarisse