Limite entre o Céu e a Terra

(Foto de Custodio Coimbra)


Por mim, não ha limite entre o Céu e a Terra.
O Céu está tanto acima da Terra, como abaixo dela; por isso, existem pessoas "esfaceladas".
Aliás, todas as pessoas são "esfaceladas".
Quando aceitamos, concordando com nosso destino ao reencarnarmos, todos os nossos atos são medidos no Céu, enquanto procedemos na Terra.
No antigo Egito, o deus Anubis, com cabeça de cachorro, pesava numa balança, tendo num dos pratos, uma pena de pássaro, que significava Verdade, no outro prato, o coração do morto. O Coração, principal órgão para os egipcios, à medida que o morto desfilava seu comportamento na Terra, o Coração que representava o morto, tinha que pesar exatamente como a Verdade, o mesmo peso da pluma no outro prato da balança: isso, em Verdade, não era na Morte, mas sim, o tempo todo durante a Vida na Terra. Podemos imaginar, que os pratos da Balança, são o Céu e a Terra, e constantemente isso é medido em nós, o tempo todo, e de acordo com a medida, o Destino vai se modificando, para melhor ou para "mais complicado".
A Pluma da Verdade, está ansiosa para estabelecer a Verdade em nós, essa Compreensão magnifica, que nos incorpora em Deus.
Mas, o Coração, responsavel por nós, desafia a Misericordia Divina.
A Verdade, não tem Piedade, nem Misericordia.
Quando Jesus curava um sofredor, ele dizia: "Teus pecados foram perdoados: estás curado!" - nesse Sagrado Momento, os pratos da Balança, oscilavam...
O "Livro dos Mortos" do Antigo Egito, na verdade, é Permanente. Nós não somos julgados após a Morte: nós somos julgados o tempo todo...
O deus Anúbis é responsavel por nós perante Deus; emanação divina, ele próprio, agindo constantemente, pode ter se transformado num dos Arcanjos Católicos - mas seja qual for sua apresentação, nós estamos mortos, mesmo vivos. Seja qual for o Caldeirão do Inferno em que estamos metidos, podemos nos safar dele, uma vez que o caldeirão é material e estamos na "carne", e a Sinceridade do nosso Ser tendo se diluido na Verdade, o Espirito Santo nos mostrará outra feição que fará desaparecer até a Lembrança que poderá perturbar o Bem Estar neste Novo Estado Espiritual.