• 20:40:12 Moderador saindo da conversa...
  • 20:40:12 Maurício Belo saindo da conversa...
  • 20:40:12 Cibelli saindo da conversa...
  • 20:40:12 Moderador Sucesso nos novos projetos. Foi bastante frutífero. Boa noite!
  • 20:40:12 Ítalo Lima espero ter agregado de alguma forma, e obrigado pela participação de cada um
  • 20:40:12 Ítalo Lima agradeço pelo espaço do bate-papo
  • 20:40:12 Ítalo Lima Endereço: Rua Lima Rebelo, 110. Bairro Noivos. Por trás do Teresina Shopping
  • 20:40:12 Ítalo Lima Estou atualmente realizando um evento chamado Feira na Calçada, que visa valorizar e resgar o hábito das conversas na calçada, que a muito tempo vem se perdendo em Teresina. O evento acontece neste sabado, dia 04, na calçada da minha casa: vai ter poesia, quadros, canecas, camisetas, comidas tipicias, amostra de massagens, e muio mais
  • 20:40:12 Moderador Agradecendo, sua participação poeta, gostaria de finalizar pedindo que comentasse seus projetos literários e de ativista cultural no momento?
  • 20:40:12 Ítalo Lima acho que o grande questionamento é: "a que vale tudo isso?" procuro sempre questionar sobre o tempo, sobre a efemeridade de tudo, sobre o que sobra depois de tudo...
  • 20:40:12 Moderador Toda literatura é no fundo um grande questionamento! O que questione sua poesia?
  • 20:40:12 Ítalo Lima posso tentar, Maurício rsrsrs
  • 20:40:12 Maurício Belo Explique isso em um poema. É possível?
  • 20:40:12 Ítalo Lima Minha formação como publicitário me ajudou muito a dar Forma a minha poesia, tudo que aprendi durante o curso, sobre design e suas teorias, eu busco aplicar sempre quando eu dou forma a minha palavra
  • 20:40:12 Ítalo Lima Acho que cada formato tem sua maneira de ser transmitida, por exemplo, quando eu recito, eu percebo que as pessoas recepcionam de uma outra maneira. Cada espaço tem suas expressões peculiares, e a poesia precisa se adaptar a cada uma delas
  • 20:40:12 Maurício Belo Trabalhar como publicitário ajuda a ser poeta?
  • 20:40:12 Maurício Belo Você acha que os leitores lêem diferente dependendo de onde está publicado o poema. No quadro, no caneco, no livro, na página de internet... Alguém já falou para você sobre? O que você diz?
  • 20:40:12 Ítalo Lima eu sempre busco o silêncio, não só o externo, mas principalmente o interno, eu preciso fazer silêncio em mim, pra deixar a voz da poesia chegar
  • 20:40:12 Cibelli Qual o ritual para escrever seus versos?
  • 20:40:12 Ítalo Lima Quando alguém me mandar uma mensagem, dizendo que, de alguma forma, minha poesia fez uma diferença na vida dela (pra melhor)
  • 20:40:12 Cibelli O que traz mais alegrias para o poeta Italo?
  • 20:40:12 Ítalo Lima Embora minha poesia não vise lucro...
  • 20:40:12 Ítalo Lima A publicação tradicional foi mais para as conformidades que o meio físico ainda pede, mas é um processo burocrático enorme, é caro, requer tempo, investimento, tem suas vantagens e desvantagens. Consigo através de um ebook, por exemplo, atingir mais gente, lucrando da mesma forma
  • 20:40:12 Moderador Que avaliação você faz da experiência de publicar livro no formato tradicional? Sua poesia, por esse suporte, foi mais valorizada do que pelo uso de outras ferramentes que utiliza para que circulem?
  • 20:40:12 Ítalo Lima Maurício, eu me descobri no ensino médio, graças a um professor de literatura, ele despertou em mim esse desejo de me manifestar através da palavra, de ser eterno de alguma forma
  • 20:40:12 Ítalo Lima o social está na maneira de como as pessoas se reconhecem no que eu escrevo e como eles levam para sim aquilo que leem. É um processo de digestão: elas se alimentam do que escrevo e de alguma forma isso vai nutri-las
  • 20:40:12 Maurício Belo Como você se encontrou ou descobriu poeta?
  • 20:40:12 Ítalo Lima É quase inevitável meu cotidiano não me atravessar. Busco sempre extrair de tudo que me rodeia, e transformar isso, de alguma forma em linguagem, em sensações. Deixo sempre meu cotidiano me invadir, sem escapar meros detalhes.
  • 20:40:12 Moderador No fundo, toda poesia, ainda que confessional, ainda que psicológica, tem um componente social. Onde está o social em sua poesia? Ou você discorda que ele também habite em seus versos?
  • 20:40:12 Moderador Como, para você, o cotidiano se faz em seus versos?
  • 20:40:12 Ítalo Lima Maurício, da temática erótica, eu gosto muito de um cujo título é: La petite mort. Que é uma definição francesa para o gozo, eles definem como uma pequena morte. Isso me fascina.
  • 20:40:12 Ítalo Lima Cibelli, eu não saberia me definir agora, estou dentro desse universo contemporâneo, ainda buscando meu caminho, meu local, me construindo e acima de tudo me esvaziando, deixando pra trás fardos. Quem sabem um dia, quem sabe o tempo dirá quem eu fui...
  • 20:40:12 Maurício Belo Qual entre teus poemas mais ti emociona?
  • 20:40:12 Cibelli Como você definiria sua poesia sob o ponto de vista temático e formal?
  • 20:40:12 Ítalo Lima É preciso fazer bom uso das ferramentas disponíveis em cada era: a internet surgiu com essa plataforma, que nos permite alcançar públicos, que fora dela, talvez não fosse tão fácil. Mas é preciso está atento e não cair na vaidade dos likes, dos números, nessa terra virtual é tudo muito incerto e duvidoso. No fim das contas o contato olho no olho, pele com pele não pode jamais ser esquecido
  • 20:40:12 Moderador Um traço interessante de sua poesia é a utilização de vários suportes para a publicação dela. Você é um poeta dos tempo de internet. É possível alcançar os leitores sem o uso desses suportes?
  • 20:40:12 Ítalo Lima A série de Nudes veio justamente pra essa não associação do corpo ao sexo. De elevar o corpo a esse lugar de potência, de força, de manifesto. O corpo é muito além desse sentido que lhe é atribuído ao sexo
  • 20:40:12 Cibelli Fez bastante sucesso na internet seus textos sobre nudes, que acompanhei com interesse e curiosidade. Alguns textos chocantes, outros, nem tanto. Qual o seu objetivo com essa proposta em que se somou fotografia e poesia?
  • 20:40:12 Ítalo Lima Acho que no fundo, o erotismo me escolheu. Eu me sinto mais vivo estando dentro dessa temática, sabe uma roupa, quando a gente veste e se sente confortável? Então, a poesia erótica essa roupa que me veste bem quando necessário
  • 20:40:12 Maurício Belo Por que escolhe escrever sobre erotismo?