Os correspondentes da Academia

Rogel Samuel

A lista é ilustre. Inclui, no Rio de Janeiro, Ruy Barbosa, Coelho Neto, Graça Aranha, Humberto de Campos, meu ex-professor Tristão de Ataíde, e por aí vai.

Por isso, quando recebi o telefonema do Presidente José Braga dizendo que eu havia sido "aclamado" (foi a palavra que usou) sócio correspondente da Academia Amazonense de Letras, quando ouvi a notícia eu me senti orgulhoso de pertencer a tão importante galeria.

O escritor vive dessas pequenas conquistas.