Olho D'água dos Pires, fazenda colonial do Piauí, na antiga Barras do Marataoã-PI, em região pertencente hoje à Esperantina-PI.

Olho D'água dos Pires, fazenda colonial do Piauí, na antiga Barras do Marataoã-PI, em região pertencente hoje à Esperantina-PI.

Olho D'água dos Pires, fazenda colonial do Piauí, na antiga Barras do Marataoã-PI, em região pertencente hoje à Esperantina-PI.

(Para José Pires Ferreira Neto)/ Dílson Lages Monteiro/ Neste casarão colonial/ sopra o som do passado/ e sua orquestra de ruínas/ ou o silêncio súbito dos telhados/ em suas esquisitices e belezas:/ Caras, aves e datas/ de um tempo esquecido./ Neste casarão/ Lembranças de fantasmas/ e a fartura da natureza/ medindo as horas/ as assombrações/ nas copas das árvores/ e os olhos graúdos/ da fonte d’água/ sob a luz do tempo esquecido./ Sopram neste casarão colonial/ os ruídos do velho engenho/ Entre folhas mortas versos, guerras e conquistas.