Dilson Lages Monteiro Quarta-feira, 01 de julho de 2015
OS MISTÉRIOS DO REAL - CLARICE DE OLIVEIRA
Clarisse de Oliveira
Tamanho da letra A +A

O homem rude

O homem rude, não tem noção dos preambulos romanticos, para conquistar uma mulher.
Por sua vez, a mulher ja ouviu muitos "preambulos romanticos" e o que aconteceu em seguida, não era bem o que a mulher esperava...
Um principe deixa a mulher esperançosa, ansiosa, e uma sensação "depois" de que ficou faltando alguma coisa...
O homem rude, vai levar à mulher, o desejo que está dentro dele.
O homem rude não tem noção de como embrulhar o desejo como arte de presente.
O homem rude não quer dar presente nenhum... ele quer a mulher, impregnar o corpo dele com o calor do corpo da mulher, seu cheiro de fêmea, e a completa satisfação dele.
Pode ser que o homem rude tenha estrupado, em vez de ter "amado" a mulher... mas, que a mulher não está sentindo que falta alguma coisa, não está sentindo nada... tá sentindo até que sobrou muita coisa...
Para certas mulheres, na cama com um pincipe, sempre falta o o corpo de um homem rude.
                                                                                 clarisse

Compartilhar em redes sociais

Comentários (0)

Deixe o seu comentário


Reload Image








Últimas matérias da coluna

31.05.2015 - Prediction about 18th century earthquake in Nepal , marking another 10 year degeneration of lifespan.

24.03.2015 - Poemas de Herberto Helder (1930-2015)

20.02.2015 - Verona - CLARISSE DE OLIVEIRA

17.02.2015 - COMEÇO DE TARDE

15.02.2015 - Antes da Hora

10.02.2015 - O Corpo Sagrado‏

09.02.2015 - Área a percorrer

06.02.2015 - Sensualidade na Alma

05.02.2015 - ALGUÉM

03.02.2015 - Solidão e Espelho

31.01.2015 - Designo

29.01.2015 - A VERDADE

27.01.2015 - A ARVORE DA MORTE

25.01.2015 - Magia de Praga

22.01.2015 - O MISTERIO DA SAUDADE

Ver mais
Livraria online Dicionário de Escritores Exercícios de criação literária
Entretextos Acadêmico
Rádio Entretextos
Livros online Aúdios

Imagens da Cidade Verde: entrevista com o escritor Ribamar Garcia


Os anos da juventude, entrevista com Venceslau dos Santos


Listar todos
Últimas matérias

30.06.2015 - Prof.Marcílio e o sorvete

Uma crônica dom barretana

29.06.2015 - Onde andará o poema?

Onde andará o poema?

28.06.2015 - Curiosidade: primeiro texto de R. Samuel publicado

Curiosidade: primeiro texto de R. Samuel publicado

25.06.2015 - Entregue às baratas

Mais uma aventura do famoso Capitão Barbosa

25.06.2015 - A morte de um ícone em 25 de junho de 2009 (Rogel Samuel)

Senti a morte do cantor.

23.06.2015 - TRECHO DE "O AMANTE DAS AMAZONAS"

Quando a urutu pica, dói muito e incha a carne, que vai ficando escura e roxa

23.06.2015 - A SURUCUCU

A SURUCUCU

21.06.2015 - 17. A PANTERA (Rogel Samuel)

O mundo estava mudado quando chegamos ao Rio.

20.06.2015 - Já estamos no inverno

Frio e chuvisco, no Rio de Janeiro.

17.06.2015 - 16. A PANTERA (Rogel Samuel)

Mas logo voltamos para o Rio

16.06.2015 - Um poema de Manuel Bandeira

poesia

15.06.2015 - A fuga no meio da noite

No chão cruzavam-se várias faixas coloridas.

15.06.2015 - 15. A PANTERA (Rogel Samuel)

De Katmandhu voei com Jara para Paris.

14.06.2015 - Discurso de Posse de Guimarães Rosa na Academia Brasileira de Letras

Discurso de Posse de Guimarães Rosa na Academia Brasileira de Letras

13.06.2015 - PALÁCIOS DA BORRACHA

A parte paraense do livro é excelente. A de Manaus deixa a desejar.

ENTRETEXTOS - DÍLSON LAGES MONTEIRO
Baloon Center, Av. Pedro Almeida nº 60, Sala 21 (primeiro piso) - São Cristóvão - Teresina - Piauí - CEP: 64052-280 Fone (86) 3233 9444
e-mail: dilsonlages[@]uol.com.br