Dilson Lages Monteiro Quinta-feira, 30 de março de 2017
NÃO TROPECE NA LÍNGUA - M. T. PIACENTINI
M. T. Piacentini
Tamanho da letra A +A

Concordância: substantivo e numerais

 

 

 

--- Como é certo falar: Fica Vossa Senhoria convocado para a 1ª e 2ª Sessão Extraordinária ou: para a 1º e 2º Sessões Extraordinárias...? Adriana Maria Fermino da Costa, Brotas/SP

Quando se trata da concordância de um substantivo com dois numerais - cardinais ou ordinais - há três opções corretas:

                    1) a 1ª e 2ª Sessão Extraordinária [subst. no sing. e só o primeiro artigo]

                    2) a 1ª e 2ª Sessões Extraordinárias [subst. no plural, um só artigo]

                    3) a 1ª e a 2ª Sessão Extraordinária [subst. no sing. com repetição do artigo]

Não se costuma colocar o substantivo no plural quando se repete o artigo definido (mais a preposição, quando for o caso) no segundo elemento, como no exemplo 3. Dito de outro modo: normalmente só se repete o artigo quando o substantivo determinado está no singular; portanto, repetindo-se o artigo não há necessidade do plural. De qualquer maneira, deve sempre prevalecer a eufonia, aquilo que soa bem.

 

Outro ponto: ainda que se opte pelo substantivo no plural, o artigo permanece no singular, a concordar com o numeral singular. Vejamos uma frase para exemplificar: em vez de "as 5ª e 6ª Câmaras são competentes" diga-se "a 5ª e 6ª Câmaras são competentes". Então: o artigo fica sempre no singular.

Mais exemplos com as variáveis de uso:

 

                     Peço parar no 1º e 2º andar. 

                     Peço parar no 1º e 2º andares.

                     Peço parar no 1º e no 2º andar.

 

              Dirigiu-se à quarta e quinta série.

                      Dirigiu-se à quarta e a quinta séries.

                      Dirigiu-se  à quarta e à quinta série.

                 

Observamos que uma frase como "dirigiu-se às quartas e (às) quintas séries" tem outro significado: quer dizer que existem várias séries de quarta e várias de quinta. Também é interessante notar que quando não há determinação dos substantivos (com a/o, da/do, à, temos duas e não três opções, sendo melhor e mais recomendável a alternativa com o singular:

 

                Foram publicadas decisões de juízes de 1º e 2º grau.
                Foram publicadas decisões de juízes de 1º e 2º graus.

                Sua tese analisa o ensino de 1ª a 4ª série no planalto catarinense.

                Sua tese analisa o ensino de 1ª a 4ª séries no planalto catarinense.

 Quando o substantivo precede os numerais é de praxe colocá-lo no plural: 

                Leia pelo menos os capítulos 1 e 2.

                Reformulamos os artigos 9º e 10 do projeto lei.

                O elevador parou nos andares 3º e 4º.

--- Sempre fico em dúvida quanto ao caso de citações como: Estou enviando os ofícios números (nºs) 21 e 23 ou os ofícios nº 21 e 23. Nair Hygina F. R. Pinto, São Paulo/SP

 

Trata-se da mesma questão de concordância nominal, só que agora antes dos dois numerais você tem também o substantivo número/nº, o qual pode ir ou não para o plural:

 

                Estou enviando os ofícios nºs 21 e 23.

                Estou enviando os ofícios nº 21 e 23.

 

Nessa segunda forma - melhor - fica subentendida a repetição do substantivo: os ofícios nº 21 e [nº] 23.

 

 

 

Compartilhar em redes sociais

Comentários (1)

achamos muito legal e interessante ha e experiente somos dos estados unidos e traduzinmos no site

larissa e geniffer
postado:
16-05-2011 10:59:17

Deixe o seu comentário


Reload Image








Últimas matérias da coluna

09.02.2017 - Sobre o verbo haver (I)

05.01.2017 - De festas e cerimônias

11.12.2016 - Norma culta e língua padrão - I

28.11.2016 - Fui eu que fiz o jantar

06.10.2016 - Fui eu que fiz o jantar

16.08.2016 - Infinitivo e pronome se inútil

16.07.2016 - Profa., antes de mais nada, na verdade é correto

30.06.2016 - Infinitivo e pronome se inútil

20.05.2016 - Substativos abstratos e concretos

30.04.2016 - Concordância: um substantivo e dois adjetivos

23.04.2016 - Concordância nominal: é proibido, é preciso.

05.04.2016 - Concordância nominal: é proibido... é preciso...

17.03.2016 - Profa., antes de mais nada, na verdade é correto

12.02.2016 - Lítero-musical, infanto-juvenil e espaço-temporal

01.01.2016 - Mais-que-perfeito e o pronome relativo quem

Ver mais
Livraria online Dicionário de Escritores Exercícios de criação literária
Entretextos Acadêmico
Rádio Entretextos
Livros online Aúdios

Imagens da Cidade Verde: entrevista com o escritor Ribamar Garcia


Os anos da juventude, entrevista com Venceslau dos Santos


Listar todos
Últimas matérias

30.03.2017 - Depois de procelosa tempestade

Depois de procelosa tempestade

29.03.2017 - CELSO FURTADO

CELSO FURTADO

28.03.2017 - A peleja entre Deus e o diabo nos sertões do Piauhy

Uma incursão à antiga Vila do Mocha

28.03.2017 - Anti-homenagem

Hoje eu anti-homenageio o Governador do Rio de Janeiro, Sr. Pezão

28.03.2017 - VOLTO AO ASSUNTO: A CRIMINALIDADE BRASILEIRA

É um truísmo

27.03.2017 - Agrônomo Francisco Parentes

O acadêmico Reginaldo Miranda reconstitui a trajetória do pioneiro da agronomia no Piauí e fundador do Estabelecimento Rural São Pedro de Alcântara.

27.03.2017 - Guardem as cinzas - Esta é a novela de Andrea Ferraz

Uma novela na linhagem das tragédias gregas e universais

23.03.2017 - Antenor Rêgo e seu dicionário de “Piauiês”

Em seu Dicionário do Piauí – a língua piauiense, de 160 páginas, estão catalogados em forma de verbetes, conforme consta na capa, o linguajar, as expressões, as sabenças, os falares, os costumes e as curiosidades de nosso povo.

22.03.2017 - AVIDEZ PELO DINHEIRO, FALTA DE ÉTICA E SOLUÇÕES VIÁVEIS PARA O BRASIL

Tudo que se fez para desmoralizar a imagem do Brasil tem uma origem comum

20.03.2017 - A PEDRO COSTA

Dizem que ninguém é insubstituível. Tal premissa terá uma chance de se provar verdadeira, a partir de agora, com a partida prematura e inesperada de Pedro Costa, em relação aos seus empreendimentos, sonhos, anseios e desejos

19.03.2017 - Poema de Heinrich Heine

poesia

18.03.2017 - Anísio Brito

O acadêmico Reginaldo Miranda traça o perfil biográfico de um professor e historiador piauiense.

18.03.2017 - José Antonio Reguffe

A mídia pouco fala desse homem de comportamento exemplar entre os políticos!

17.03.2017 - BANDEIRAS DE FERRO

Somos todos devedores dos ares que vêm de lá

16.03.2017 - A ELIZETH

Recebo um presente rico.

ENTRETEXTOS - DÍLSON LAGES MONTEIRO
Baloon Center, Av. Pedro Almeida nº 60, Sala 21 (primeiro piso) - São Cristóvão - Teresina - Piauí - CEP: 64052-280 Fone (86) 3233 9444
e-mail: dilsonlages[@]uol.com.br