Dilson Lages Monteiro Segunda-feira, 29 de maio de 2017
ESTUDOS & LITERATURAS - ANTÔNIO CARLOS ROCHA
Antônio Carlos Rocha
Tamanho da letra A +A

Poesia de Hoje

Estrofes Atuais

 

Antonio Carlos Rocha

 

Muitos falam em

Guerra Civil,

Na verdade,

Toda guerra é vil.

 

Ouviu ?

Não seja servil

À violência.

 

Nunca se viu

Tanta

Indecência.

 

Podridão

Abunda

O país

Afunda !

 

Tudo nessa vida tem

Energias, vibrações

É por isso

Que ninguém deve

Tirar nada que é dos

Outros.

 

Sou da Paz

Sol e paz

Guerra

Jamais.

 

Aqui no Brasil

Não !

Pátria do coração

Minha Terra, Nação.

 

Vira essa boca

Para lá

Queremos paz

Nesse lugar.

 

Paz social

Paz termina

Em Ás !

 

Sejamos às

Ases

Em fazermos

As pazes

Fases

Frases

Capazes

Eficazes

 

 

Logo,

Joelho no chão

Penitência

Chega de leniência

Qualquer que seja ela

Fora violência.

 

Que não haja mais

Virulências

Com as nossas

Sofrências.

 

Juízo

Excelências !

 

 

 

 

Compartilhar em redes sociais

Comentários (0)

Deixe o seu comentário


Reload Image








Últimas matérias da coluna

28.05.2017 - Versos de Moradora no Harém

23.05.2017 - Fraternidade Espiritualista Universalista

16.05.2017 - Versos Religiosos Madrilenhos

22.04.2017 - Poesia de Hoje

15.04.2017 - Poesia atual

10.12.2016 - A Pança dos Formosos

03.12.2016 - Lendo e Comentando as palavras de Buddha.

28.11.2016 - Comunismo Espiritual Antiquíssimo !

18.11.2016 - Homenagem ao Pavilhão Pátrio

05.11.2016 - Literatura do Grande Veículo

29.10.2016 - O Alimento do Mundo

22.10.2016 - Texto dedicado à Amithaba, o Buda das Águas

16.10.2016 - Bodhisatva Leve e Suave

03.10.2016 - Bodhisatva Receptáculo Digno de Virtudes

26.09.2016 - Os Veneráveis Nomes do Sutra Lótus

Ver mais
Livraria online Dicionário de Escritores Exercícios de criação literária
Entretextos Acadêmico
Rádio Entretextos
Livros online Aúdios

Imagens da Cidade Verde: entrevista com o escritor Ribamar Garcia


Os anos da juventude, entrevista com Venceslau dos Santos


Listar todos
Últimas matérias

28.05.2017 - Incursão à Fazenda Bom Gosto (Século XVIII)

Incursão à Fazenda Bom Gosto (Século XVIII)

28.05.2017 - Versos de Moradora no Harém

Poetisa Amante

28.05.2017 - Palmas para o Tocantins

O autor discorre sobre participação piauiense na Feira Literária Internacional do Tocantins (FLIT), realizada em julho de 2011.

27.05.2017 - A questão da pós-verdade e suas consquências danosas à ética individual e coletiva do mundo globalizado.

O tema escolhido

27.05.2017 - Feitosa, dos Inhamuns

O acadêmico Reginaldo Miranda analisa a obra genealógica do escritor Aécio Feitosa, que escreve sobre a importante família Feitosa, dos Inhamuns.

26.05.2017 - ROGEL SAMUEL: TEORIA DA CRISE

ROGEL SAMUEL: TEORIA DA CRISE

26.05.2017 - POEMA 'ÁGUA FRIA'

poesia

26.05.2017 - O RIO NEGRO

O RIO NEGRO

25.05.2017 - Teresina

O acadêmico Reginaldo Miranda escreve sobre a cidade de Teresina, capital do Piauí, por ocasião da outorga da Comenda Conselheiro Saraiva.

25.05.2017 - A enigmática Etrúria

Desprezada por muitos leitores, a Arqueologia é uma Ciência que vale a pena ser estudada pelos leigos, pois se revela muito interessante.

25.05.2017 - EM BUSCA DA POÉTICA DE J. G. DE ARAÚJO JORGE

EM BUSCA DA POÉTICA DE J. G. DE ARAÚJO JORGE

24.05.2017 - O dia em que saí no Ibrahim Sued

Era a sexta-feira do dia 17 de maio de 1985

23.05.2017 - UM AMIGO DE INFÂNCIA

No dia seguinte ao da mudança para a nossa pequena casa dos Campos, em Parnaíba, em 1896, toda ela cheirando ainda a cal

23.05.2017 - Fraternidade Espiritualista Universalista

Em pleno cerrado de Goiás...

22.05.2017 - Um livro infantil de Irá Rodrigues

A literatura infantil é parte importante de nossa cultura, pois devemos estimular nossas crianças ao saudável hábito da leitura.

ENTRETEXTOS - DÍLSON LAGES MONTEIRO
Baloon Center, Av. Pedro Almeida nº 60, Sala 21 (primeiro piso) - São Cristóvão - Teresina - Piauí - CEP: 64052-280 Fone (86) 3233 9444
e-mail: dilsonlages[@]uol.com.br