Dilson Lages Monteiro Segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017
DIÁLOGOS COM A HISTÓRIA - REGINALDO MIRANDA
Reginaldo Miranda
Tamanho da letra A +A

O plano editorial da APL

O plano editorial da APL

              Em sua trajetória quase secular, a Academia Piauiense de Letras tem cumprido fielmente com seus objetivos, entre esses a promoção e desenvolvimento da literatura piauiense. Sem sombra de dúvidas, é a instituição que mais tem editado livros no Piauí. Para isso tem buscado a cooperação de diversos parceiros, estimulando-os nesse objetivo, a exemplo do Governo do Estado, Prefeitura de Teresina, Universidade Federal do Piauí, Senado Federal, Banco do Nordeste e Banco do Brasil, entre outros.

Ainda há pouco concluímos a reedição, em parceria com a FUNDAC, de nove obras fundamentais para a compreensão da realidade piauiense, iniciadas ainda na gestão do ex-presidente Manfredi Cerqueira. Trata-se da Coleção Grandes Textos, composta pelas seguintes obras: Piauí Colonial, de Luiz Mott; Descrição do Sertão do Piauí, do Pe. Miguel de Carvalho; Etnohistória Indígena Piauiense, de João Gabriel Baptista; Lira Sertaneja, de Hermínio Castelo Branco; Nas Ribas do Gurguéia, de Artur Passos; Chão de Meu Deus, de Fontes Ibiapina; A Tragédia Ocular de Machado de Assis, de Hermínio Conde; Vaqueiro e Visconde, de José Expedito Rego; e, Cronologia Histórica do Piauí(vol II), de Pereira da Costa.

Como resultado de um convênio celebrado com o Senado Federal, lançaremos nos próximos dias o livro As Ideias no Tempo, do Prof. Cunha e Silva Filho. Para o próximo ano, por esse convênio, serão publicadas as seguintes obras: Memórias: traços autobiográficos, de Higino Cunha; Autos de Devassa da Morte dos Índios Gueguês, de Reginaldo Miranda; e, Estudos de História do Piauí(reunião de quatro monografias em um só volume), do historiador Odilon Nunes.

Também, desejamos publicar durante o ano próximo vindouro oito edições da Revista da Academia Piauiense de Letras, reunindo estudos de história e literatura, por diversos autores. Essas sucessivas edições vêm resgatar uma dívida da Academia para com a sociedade piauiense.

É também nosso desejo lançar a Coleção Centenário, como parte das comemorações alusivas ao primeiro centenário de fundação da Academia Piauiense de Letras, que ocorrerá em dezembro de 2017. Para isso buscaremos apoio no setor público e na iniciativa privada. Essa coleção visa publicar obras de importância para a compreensão da realidade piauiense. Certamente, se encontrarmos apoio no seio da sociedade piauiense, que ora conclamamos, iremos implementar o mais ousado plano editorial que já teve o Piauí, editando livros novos e reeditando as principais obras de Abdias Neves, Anísio Brito, Odilon Nunes, Monsenhor Chaves, Padre Cláudio Melo, Wilson Brandão, Pereira da Costa, Alencastre, Carlos Eugênio Porto, Francisco de Assis Iglésias, Agenor Miranda, Clodoaldo Freitas, Higino Cunha, Celso Pinheiro, Da Costa e Silva, e tantos outros que têm enfocado os diferentes aspectos da realidade piauiense. A ideia está lançada. Que se habilitem os parceiros.

 

* Artigo publicado no jornal Meio Norte, 21.1.2011, pelo então presidente da Academia Piauiense de Letras, Reginaldo Miranda.

** Fotografia oficial dos dez fundadores da Academia `Piauiense de Letras, tirada em 30.12.1917.

 

Compartilhar em redes sociais

Comentários (0)

Deixe o seu comentário


Reload Image








Últimas matérias da coluna

23.02.2017 - Pensando o Piauí

11.02.2017 - A Coluna Prestes em Aparecida

10.02.2017 - João Crisóstomo da Rocha Cabral

05.02.2017 - Antonio Gonçalves Pedreira Portellada

04.02.2017 - M. Paulo Nunes e os valores literários

29.01.2017 - Raimundo Artur de Vasconcelos

22.01.2017 - O plano editorial da APL

21.01.2017 - Leonardo Castelo Branco

14.01.2017 - Frederico Burlamaqui: o pioneiro da paleontologia no Brasil.

11.01.2017 - Engenheiro Antônio José de Sampaio

10.01.2017 - Fazenda Gado Bravo - Baixa do Coco

05.01.2017 - João do Rego Castelo Branco - Capitão da conquista do gentio.

04.01.2017 - Domingos Jorge Velho

30.12.2016 - Capitão Ignácio Rodrigues de Miranda

29.12.2016 - Costa Alvarenga: O patriarca da insuficiência aórtica

Ver mais
Livraria online Dicionário de Escritores Exercícios de criação literária
Entretextos Acadêmico
Rádio Entretextos
Livros online Aúdios

Imagens da Cidade Verde: entrevista com o escritor Ribamar Garcia


Os anos da juventude, entrevista com Venceslau dos Santos


Listar todos
Últimas matérias

26.02.2017 - Carta à Tribuna da Imprensa, 22/7/1998

O que o passado pode ensinar...

26.02.2017 - SOBRE O ECLIPSE SOLAR

SOBRE O ECLIPSE SOLAR

25.02.2017 - SEM DOURAR A PÍLULA

Se dirijo a min ha atenção

25.02.2017 - OH, ABRE ALAS, PARA O CARNAVAL ...

OH, ABRE ALAS, PARA O CARNAVAL ...

23.02.2017 - Pensando o Piauí

O autor apresenta o livro Rodoanel, do intelectual piauiense Magno Pires.

23.02.2017 - OS MISTÉRIOS DE UNS VERSOS

OS MISTÉRIOS DE UNS VERSOS

22.02.2017 - A DANÇA DE BEETHOVEN

A DANÇA DE BEETHOVEN

22.02.2017 - LEÃO ENJAULADO

Após as oitenta primaveras, ficou bastante decrépito, e a saúde já não lhe permitia as libações etílicas, como costumava dizer o popular Pacamão

21.02.2017 - O PRÍNCIPE - PARTE FINAL

O final da história de um dos mais importantes matemáticos da ciência.

20.02.2017 - A PRIMEIRA ESTROFE DE 'LE BATEAU IVRE'

A PRIMEIRA ESTROFE DE 'LE BATEAU IVRE'

19.02.2017 - CASA ABANDONADA

CASA ABANDONADA

18.02.2017 - As vozes narrativas

As vozes narrativas

18.02.2017 - As memórias de Cunha e Silva Filho

Um amigo que tem muitas coisas a contar relata fatos de sua vida.

17.02.2017 - O PIANO, A TARDE

Minha tia Maria José

16.02.2017 - A Filha da Floresta, de Thales Andrade

Assim iniciou a literatura infantil brasileira.

ENTRETEXTOS - DÍLSON LAGES MONTEIRO
Baloon Center, Av. Pedro Almeida nº 60, Sala 21 (primeiro piso) - São Cristóvão - Teresina - Piauí - CEP: 64052-280 Fone (86) 3233 9444
e-mail: dilsonlages[@]uol.com.br