Dilson Lages Monteiro Terça-feira, 27 de junho de 2017
DIÁLOGOS COM A HISTÓRIA - REGINALDO MIRANDA
Reginaldo Miranda
Tamanho da letra A +A

Literatura piauiense

Literatura piauiense

                “Literatura é uma criação do espírito através do registro das emoções e sentimentos pessoais do artista. É arte escrita em prosa de ficção ou em poesia e destina-se a ‘emocionar, divertir e ensinar’, como nos ensinou Horácio. (...). Literatura piauiense são a poesia, a ficção e a peça teatral (enquanto não representada) feitas no Piauí ou não, por piauienses natos ou não, glosando temas, modos de ser e costumes piauienses, seu folclore, seu ser social, enfim, o registro de emoções em nosso subdialeto ou no dialeto nordestino”.

Adotando esses conceitos, o notável homem de letras Francisco Miguel de Moura, o nosso Chico Miguel, abre o seu precioso livro Literatura do Piauí, um repositório de dados sobre autores e obras que retratam a também chamada terra de Mafrense.

A presente obra, agora em segunda edição, veio para ficar, porque seu autor pesquisou fundo as origens da literatura piauiense, fazendo um apanhado de autores e obras, desde o nascimento até os nossos dias. E dividiu didaticamente a participação destes em diversas gerações literárias. É, portanto, um livro destinado a pesquisadores, professores, alunos, enfim, a todos aqueles que se interessam por cultura em nosso Estado.

O autor considerou o período que antecedeu a transferência da capital de Oeiras para Teresina, como de pré-história de nossa literatura, destacando as figuras de Ovídio Saraiva de Carvalho e Silva e Leonardo de N. S. das Dores Castelo Branco. E seguem as gerações históricas, inclusive a que fundou a Academia Piauiense de Letras, as gerações da modernidade(Meridiano, Clip e Marginal), bem como a atualidade(Geração do Milênio).  A obra é ainda enriquecida com uma antologia crítica composta com artigos e ensaios sobre diversos autores piauienses. Enfim, é uma obra didática que deve ser apreciada por todos aqueles que se interessam pelas cousas do Piauí.

Francisco Miguel de Moura, distinto membro de nossa Academia, é um conhecido escritor piauiense com dimensão nacional. Autor com grande produtividade literária, desde muito sua obra repercute dentro e fora do Piauí. É um polígrafo, militando com desenvoltura na poesia, no romance, no conto e na crítica literária. É, também, assíduo colaborador na imprensa de nossa terra, às vezes publicando em outras partes e até no exterior. É, portanto, um orgulho da literatura piauiense.

Seja pelos relevos da personalidade do autor, seja pela qualidade da obra, a Academia Piauiense de Letras sente-se honrada em participar da presente publicação. Que os leitores façam bom proveito da obra.

 

(Texto de apresentação do livro de mesmo título, do acadêmico Francisco Miguel de Moura). 

Compartilhar em redes sociais

Comentários (0)

Deixe o seu comentário


Reload Image








Últimas matérias da coluna

19.06.2017 - Vozes da ribanceira

14.06.2017 - Miranda, uma família pioneira no povoamento do Piauí.

13.06.2017 - Literatura piauiense

12.06.2017 - Os Excluídos da História

11.06.2017 - Uma obra pioneira

09.06.2017 - Sociedade dos poetas trágicos

08.06.2017 - O Maranhão e o rebanho piauiense

07.06.2017 - Os dois Arraiais de Paulistas

07.06.2017 - O enígma dos Pimenteiras

05.06.2017 - Desembargador Rodrigo Otávio Teixeira

04.06.2017 - A Coleção Centenário

03.06.2017 - Humberto de Campos

01.06.2017 - A Consolidação da APL

30.05.2017 - Academia Piauiense de Letras - 95 anos.

28.05.2017 - Palmas para o Tocantins

Ver mais
Livraria online Dicionário de Escritores Exercícios de criação literária
Entretextos Acadêmico
Rádio Entretextos
Livros online Aúdios

Imagens da Cidade Verde: entrevista com o escritor Ribamar Garcia


Os anos da juventude, entrevista com Venceslau dos Santos


Listar todos
Últimas matérias

27.06.2017 - Consciência de Classe - György Lukács - Capítulo V

Consciência de Classe - György Lukács - Capítulo V

25.06.2017 - Histórias de Évora em dois bilhetes internéticos

vc me fez reviver um passado bem parecido, cheio de brincadeiras, namoricos, cachaçadas, festas, incursões aos saudosos lupanares e demais entretenimentos de nossos tempos de antanho.

25.06.2017 - A DIMENSÃO DO MAR

A DIMENSÃO DO MAR

24.06.2017 - Encontro com Sophia de Mello Breyner

Encontro com Sophia de Mello Breyner

23.06.2017 - ONDE LOCALIZAR A CRISE BRASILEIRA?

Fala-se, em toda

21.06.2017 - Uma tarde na Fazenda Não me Deixes

Uma tarde na Fazenda Não me Deixes

20.06.2017 - ROGEL SAMUEL: BREVE MANUAL DE DIDÁTICA GERAL

Por que a didática geral?

19.06.2017 - Vozes da ribanceira

O autor escreve sobre o romance Vozes da ribanceira, do acadêmico Oton Lustosa.

19.06.2017 - Psycho Pass episódio 6: Akane confronta a crueldade humana

Prosseguindo a guia de episódios do seriado de ficção científica "Psycho Pass" chegamos ao chocante sexto episódio, onde Akane enfrenta uma esquartejadora.

19.06.2017 - Lançamento em Parnaíba de Histórias de Évora e A Menina do Bico de Ouro

O SESC convida para o lançamento de Histórias de Évora e A Menina do Bico de Ouro em Parnaíba

18.06.2017 - A REGRA E AS EXCEÇÕES

Alguém, de forma

16.06.2017 - Cruzando os Mares

A Bordo de um Cargueiro

16.06.2017 - Ariano e a estética do Não Foi Bem Assim

Essas coisas são inventadas por heróis picarescos, gente que para fugir da fome tem que remar o dia todo, a vida inteira.

16.06.2017 - Livros e raparigas

Um dia destes, em conversa com a mulher de um jornalista, escritor e (grande) tradutor brasileiro, falávamos de Os Desastres de Sofia e da famosa colecção Biblioteca das Raparigas

16.06.2017 - A gênese de nossa criação literária

A base de nossa criação literária fundamenta-se, portanto, na tentativa de fundir memória, imagem e sensação.

ENTRETEXTOS - DÍLSON LAGES MONTEIRO
Baloon Center, Av. Pedro Almeida nº 60, Sala 21 (primeiro piso) - São Cristóvão - Teresina - Piauí - CEP: 64052-280 Fone (86) 3233 9444
e-mail: dilsonlages[@]uol.com.br