Dilson Lages Monteiro Sábado, 29 de agosto de 2015
CRÔNICA DE SEMPRE - ROGEL SAMUEL
Rogel Samuel (atualização diária)
Tamanho da letra A +A

Dia da consciência negra: Cruz e Sousa

No dia da consciência negra me debruço a ler o nosso poeta maior, nos sons desses violões. A sonoridade é perfeita, e se ouvem os violões em "velhos vórtices velozes dos ventos, vivas, vãs, vulcanizadas".

Quando os sons dos violões vão soluçando,

Quando os sons dos violões nas cordas gemem,

 

Seus versos expõem os  "oens", lamentos mornos, soluços murmurantes:

 

Ah! plangentes violões dormentes, mornos,

Soluços ao luar, choros ao vento…

Tristes perfis, os mais vagos contornos,

Bocas murmurejantes de lamento.

 

O poeta negro é sofisticadíssimo. Compete com os melhores seus iguais poetas simbolistas franceses. Sabia francês, latim, grego, matemática. Combateu a escravidão – era filho de escravos. Sofreu preconceito racial quando quis ser promotor. Trabalhou na Central do Brasil.

Seus quatro filhos morreram de tuberculose, e ele também.  Ele é o poeta da angústia metafísica, das nuances.   E nada mais Brasil do que esses violões.

 

Noites de além, remotas, que eu recordo,

Noites da solidão, noites remotas

Que nos azuis da Fantasia bordo,

Vou constelando de visões ignotas.

Sutis palpitações a luz da lua,

Anseio dos momentos mais saudosos,

Quando lá choram na deserta rua

As cordas vivas dos violões chorosos.

Quando os sons dos violões vão soluçando,

Quando os sons dos violões nas cordas gemem,

E vão dilacerando e deliciando,

Rasgando as almas que nas sombras tremem.

Harmonias que pungem, que laceram,

Dedos Nervosos e ágeis que percorrem

Cordas e um mundo de dolências geram,

Gemidos, prantos, que no espaço morrem

 

Compartilhar em redes sociais

Comentários (0)

Deixe o seu comentário


Reload Image








Últimas matérias da coluna

26.08.2015 - CABRAL

25.08.2015 - A megaloteria

14.08.2015 - FIM DE TARDE

09.08.2015 - A terceira Ode de Horácio

07.08.2015 - Sete dias serão, Manaus, ó sete amadas

06.08.2015 - PARIS

05.08.2015 - MEU PAI

03.08.2015 - O Quinto Império

31.07.2015 - Rogel Samuel: A árvore da gentileza

29.07.2015 - Norberto Bobbio

29.07.2015 - IPANEMA

26.07.2015 - Amizades

22.07.2015 - A lição de Canudos, sempre atual

22.07.2015 - Luxo das arábias

21.07.2015 - DOS JOVENS GOLIARDOS - JORGE TUFIC

Ver mais
Livraria online Dicionário de Escritores Exercícios de criação literária
Entretextos Acadêmico
Rádio Entretextos
Livros online Aúdios

Imagens da Cidade Verde: entrevista com o escritor Ribamar Garcia


Os anos da juventude, entrevista com Venceslau dos Santos


Listar todos
Últimas matérias

27.08.2015 - Ai dos governantes desprezados pelos seus compatriotas!

Não é preciso

26.08.2015 - CABRAL

CABRAL

26.08.2015 - OS NOVOS MICROFONES DA ACADEMIA

O nobre Dr. Itamar então me prometeu que na segunda-feira seguinte iria mandar um técnico para estudar o nosso sistema de som, para, em momento oportuno, doar dois ou três microfones de alta qualidade.

25.08.2015 - Crimes hediondos no Brasil; algumas sugestões às autoridades

Sei que os brasileiros

25.08.2015 - Bernardo de Carvalho, por Elmar Carvalho

A origem de Campo Maior, no Piauí

25.08.2015 - A megaloteria

Se eu ganhasse essa megassena talvez fosse morar no Hotel Ritz, em Paris por um tempo. Lá teria inspiração da prosa de Proust.

23.08.2015 - O sol por testemunha

“Olha, amor, não vim à praia pra ler essas porcarias. Vim pra me distrair e curtir esse lindo dia com você. Se quiser, taí, leia você.”

23.08.2015 - Violência e paradoxo no governo Barack Obama

Não posso esconder

21.08.2015 - Verde Esotérico do PSB

EspiritualiZen a Política

21.08.2015 - José Carvalho de Almeida

Origem de Barras do Maratoã

20.08.2015 - Hardi Filho, o poeta do amor

Hardi Filho era uma pessoa comedida no andar, no falar, no gesticular. Porém, descomedido no sentimento, especialmente, no da amizade e no do amor

17.08.2015 - A estranha ficção científica de Ursula K. Le Guin

Resenha do romance "A mão esquerda da escuridão"

16.08.2015 - MINHAS PUBLICAÇÕES NA AMAZON

Estimulado por essa valiosa ferramenta de editoração, estou organizando meus textos, que se encontravam dispersos, em forma de pequenos livros, que estou expondo à venda por módicos preços.

15.08.2015 - Amizade Búdica em Madrid

Darma Amigos Internacionais

14.08.2015 - The gentlemen's Alliance 6 - o dilema de Haine

O que fazer quando se descobre que o seu amor desdobrou-se em dois irmãos gêmeos?

ENTRETEXTOS - DÍLSON LAGES MONTEIRO
Baloon Center, Av. Pedro Almeida nº 60, Sala 21 (primeiro piso) - São Cristóvão - Teresina - Piauí - CEP: 64052-280 Fone (86) 3233 9444
e-mail: dilsonlages[@]uol.com.br