Dilson Lages Monteiro Quinta-feira, 25 de maio de 2017
CRÔNICA DE SEMPRE - ROGEL SAMUEL
Rogel Samuel (atualização diária)
Tamanho da letra A +A

BARBIROLLI NO BRASIL

ROGEL SAMUEL

 
John Barbirolli regeu a Filarmônica de Londres no Maracanazinho no dia 2 se setembro de 1963.
Foi o melhor concerto a que assisti em toda a minha vida.
Eu tinha 20 anos na época e morava quase em frente.
Então, em vez de sentar numa daquelas cadeiras dispostas para o público, dei a volta e me coloquei por trás da orquestra, orquestra que estava nas galerias. Queria ver a regência de frente.
Eu era o único que estava lá e logo temi ser expulso, pois a minha posição era tal que eu podia ser um dos músicos ali perto.
Praticamente, entrei na orquestra.
Assim me mantive quieto, quase abaixado, para não chamar atenção.
Logo notei uma diferença: os músicos entravam em silêncio... nenhuma conversa... nem afinação de instrumentos...
Não me olharam.
Depois veio Barbirroli, passinhos curtos, porte fidalgo,  baixinho, elegante.
Morreu 7 anos depois, nasceu em 1899 e faleceu em 1970.
Seu maior desafio foi substituir Toscanini, que era um superstar.
Barbirolli naquele dia a princípio implicou com o ruído do trânsito, que chegava até nós.
Olhava irritado para os lados.
Depois, iniciou a abertura “La gazza ladra” de Rossini, que logo interrompeu pois, voltando-se para o público, gritou:
- No photos! No photos!
Os fotógrafos explodiam flashes na cara dos músicos.
La gazza ladra” foi interpretada marcialmente, com a pureza dos sons daquela insuperável orquestra deslumbrante.
Depois veio o melhor: A Segunda Sinfonia de Brahms.
Sua interpretação dessa sinfonia era famosa, ele transformava a sinfonia em um diálogo, um diálogo entre duas vozes, até o fim, como se dois elementos se falasem, em perguntas e respostas. 
Os músicos se levantavam quando iam tocar os trompetes.
Viajei naquela música, naquela regência eletrizante, nervosa, trêmula...

Barbirolli nos levou ao delírio.

Compartilhar em redes sociais

Comentários (0)

Deixe o seu comentário


Reload Image








Últimas matérias da coluna

24.05.2017 - O dia em que saí no Ibrahim Sued

23.05.2017 - UM AMIGO DE INFÂNCIA

22.05.2017 - O PRIMEIRO TURNO DA PRIMAVERA

21.05.2017 - A VISÃO DO MAR

13.05.2017 - Dias das mães

12.05.2017 - Morre o crítico literário Antônio Cândido

10.05.2017 - MONÓLOGO DE UMA SOMBRA

09.05.2017 - E SOMENTE A NOITE COMPREENDIA AS SUAS PALAVRAS

01.05.2017 - OS PILARES

30.04.2017 - A Carta-RenúnciaA Carta-Renúncia

26.04.2017 - O manto de diamantes das estrelas

23.04.2017 - A retrospectiva das horas

23.04.2017 - A SABEDORIA DO ANDAR

22.04.2017 - O BRASIL QUE VIRÁ

21.04.2017 - SOMOS MEMBROS UNS DOS OUTROS

Ver mais
Livraria online Dicionário de Escritores Exercícios de criação literária
Entretextos Acadêmico
Rádio Entretextos
Livros online Aúdios

Imagens da Cidade Verde: entrevista com o escritor Ribamar Garcia


Os anos da juventude, entrevista com Venceslau dos Santos


Listar todos
Últimas matérias

24.05.2017 - O dia em que saí no Ibrahim Sued

Era a sexta-feira do dia 17 de maio de 1985

23.05.2017 - UM AMIGO DE INFÂNCIA

No dia seguinte ao da mudança para a nossa pequena casa dos Campos, em Parnaíba, em 1896, toda ela cheirando ainda a cal

23.05.2017 - Fraternidade Espiritualista Universalista

Em pleno cerrado de Goiás...

22.05.2017 - Um livro infantil de Irá Rodrigues

A literatura infantil é parte importante de nossa cultura, pois devemos estimular nossas crianças ao saudável hábito da leitura.

22.05.2017 - As formas simples

Surfando pelos saites de revistas literárias encontrei um artigo da Los Angeles Review of Books

22.05.2017 - Viagem com livros

Quando viajo, seja de avião, seja de comboio, levo sempre um livro comigo.

22.05.2017 - HISTÓRIAS DE ÉVORA já nas Livrarias de Teresina

O romance Histórias de Évora, de Elmar Carvalho, já se encontra à venda nas livrarias Entrelivros, Anchieta e Mons. Melo (UFPI), pelo módico preço de R$ 20,00.

22.05.2017 - O PRIMEIRO TURNO DA PRIMAVERA

Difícil é dizer da guerra no Iraque, do dólar, da miséria, da fome.

21.05.2017 - Odilon Nunes e a construção de nossa história.

O acadêmico Reginaldo Miranda analisa a obra historiográfica de Odilon Nunes, um dos mais acreditados historiadores brasileiros.

21.05.2017 - O lírico e telúrico em Elmar Carvalho

O autor analisa a obra poética do acadêmico Elmar Carvalho.

21.05.2017 - A VISÃO DO MAR

"Mar, belo mar selvagem"

20.05.2017 - Capitão Antônio Pereira da Silva

O acadêmico Reginaldo Miranda traça o perfil biográfico de um importante criador piauiense do período colonial.

18.05.2017 - Capitão Francisco Pereira da Silva

O acadêmico Reginaldo Miranda traça o perfil biográfico de um importante criador piauiense do período colonial.

18.05.2017 - Juiz Elmar Carvalho lança “Histórias de Évora” neste sábado (20)

Será realizado neste sábado (20), às 10 horas, o coquetel de lançamento da obra “Histórias de Évora”, de autoria do juiz Elmar Carvalho. O lançamento do livro será realizado na sede da Academia Piauiense de Letras.

17.05.2017 - ESTAMOS, OU NÃO, PERDIDOS, SANDOVAL?

Um exemplo: meio mundo anda bastante feliz com as escaramuças jurídicas que o juiz responsável pela Lava-jato vem fazendo com essa corja de bandoleiros que dilapidam o país há décadas; logo, ele seria o "cara", certo? Não!

ENTRETEXTOS - DÍLSON LAGES MONTEIRO
Baloon Center, Av. Pedro Almeida nº 60, Sala 21 (primeiro piso) - São Cristóvão - Teresina - Piauí - CEP: 64052-280 Fone (86) 3233 9444
e-mail: dilsonlages[@]uol.com.br