Dilson Lages Monteiro Quinta-feira, 30 de março de 2017
ANEXOS DA REALIDADE - MIGUEL CARQUEIJA
Miguel Carqueija
Tamanho da letra A +A

Anti-homenagem

 Prezado Sr. Pezão, pela desgraça de Satanás, atual Governador do Estado do Rio de Janeiro

 

Venho por meio desta anti-homenageá-lo.

Eu o anti-homenageio por iludir o povo fluminense, e os eleitores que o sufragaram por duas vezes.

Não adianta alegar que o sr. não sabia do estado em que ficamos por culpa do Sr. Sérgio Cabral, que ganhou a fama de ser o maior ladrão do país.

O sr. teve todo um mandato para tomar conhecimento do estado falimentar do Rio de Janeiro. Entrou no segundo mandato e não tomou providências até a sua licença. E foi seu interino quem reconheceu a situação.

Eu o anti-homenageio porque os professores e demais servidores estaduais estão sem receber, ou recebendo em frações, há muitos meses. Endividaram-se, ficaram com seus nomes sujos, passam fome e humilhações. Havia uma professor aposentado do Estado pedindo esmola nas ruas. E se pudéssemos investigar quanta coisa escabrosa iríamos levantar. A grande mídia porém faz-se muito de surda e de cega.

Eu o anti-homenageio pelas violências que esta população sofreu quando de manifestações no centro da capital.

Eu o anti-homenageio, porque houve dinheiro para as Olimpíadas, farsa do PT que jamais deveria ter acontecido, pois não havia condição de bancá-las.

E como este texto não é uma homenagem mas uma anti-homenagem, não há imagem sua. Para que? Já cansamos de ver sua cara na mídia e com franqueza, temos engulho só de vê-lo sabendo o que o sr. representa.

Concluo minha anti-homenagem, Sr. Pezão, pedindo encarecidamente que o sr. renuncie. Não nos obrigue à mortificação de tê-lo mais um dia sequer no governo deste infeliz estado.

Compartilhar em redes sociais

Comentários (0)

Deixe o seu comentário


Reload Image








Últimas matérias da coluna

28.03.2017 - Anti-homenagem

18.03.2017 - José Antonio Reguffe

08.03.2017 - CATARINA DE SIENA

04.03.2017 - Fantoches de Deus: fraquíssimo romance de Morris West

26.02.2017 - Carta à Tribuna da Imprensa, 22/7/1998

18.02.2017 - As memórias de Cunha e Silva Filho

16.02.2017 - A Filha da Floresta, de Thales Andrade

08.02.2017 - Psycho Pass episódio 4: Akane no mundo virtual

31.01.2017 - O farol de Virginia Woolf

24.01.2017 - O clichê da criança monstro

19.01.2017 - A verdade sobre a II Guerra Mundial

09.01.2017 - Walt Disney e o cavaleiro sem cabeça

06.01.2017 - Tempos de crueldade

30.12.2016 - A saga da meia-elfa

22.12.2016 - Psycho Pass episódio 3: o Japão sob isolamento

Ver mais
Livraria online Dicionário de Escritores Exercícios de criação literária
Entretextos Acadêmico
Rádio Entretextos
Livros online Aúdios

Imagens da Cidade Verde: entrevista com o escritor Ribamar Garcia


Os anos da juventude, entrevista com Venceslau dos Santos


Listar todos
Últimas matérias

30.03.2017 - Depois de procelosa tempestade

Depois de procelosa tempestade

29.03.2017 - CELSO FURTADO

CELSO FURTADO

28.03.2017 - A peleja entre Deus e o diabo nos sertões do Piauhy

Uma incursão à antiga Vila do Mocha

28.03.2017 - Anti-homenagem

Hoje eu anti-homenageio o Governador do Rio de Janeiro, Sr. Pezão

28.03.2017 - VOLTO AO ASSUNTO: A CRIMINALIDADE BRASILEIRA

É um truísmo

27.03.2017 - Agrônomo Francisco Parentes

O acadêmico Reginaldo Miranda reconstitui a trajetória do pioneiro da agronomia no Piauí e fundador do Estabelecimento Rural São Pedro de Alcântara.

27.03.2017 - Guardem as cinzas - Esta é a novela de Andrea Ferraz

Uma novela na linhagem das tragédias gregas e universais

23.03.2017 - Antenor Rêgo e seu dicionário de “Piauiês”

Em seu Dicionário do Piauí – a língua piauiense, de 160 páginas, estão catalogados em forma de verbetes, conforme consta na capa, o linguajar, as expressões, as sabenças, os falares, os costumes e as curiosidades de nosso povo.

22.03.2017 - AVIDEZ PELO DINHEIRO, FALTA DE ÉTICA E SOLUÇÕES VIÁVEIS PARA O BRASIL

Tudo que se fez para desmoralizar a imagem do Brasil tem uma origem comum

20.03.2017 - A PEDRO COSTA

Dizem que ninguém é insubstituível. Tal premissa terá uma chance de se provar verdadeira, a partir de agora, com a partida prematura e inesperada de Pedro Costa, em relação aos seus empreendimentos, sonhos, anseios e desejos

19.03.2017 - Poema de Heinrich Heine

poesia

18.03.2017 - Anísio Brito

O acadêmico Reginaldo Miranda traça o perfil biográfico de um professor e historiador piauiense.

18.03.2017 - José Antonio Reguffe

A mídia pouco fala desse homem de comportamento exemplar entre os políticos!

17.03.2017 - BANDEIRAS DE FERRO

Somos todos devedores dos ares que vêm de lá

16.03.2017 - A ELIZETH

Recebo um presente rico.

ENTRETEXTOS - DÍLSON LAGES MONTEIRO
Baloon Center, Av. Pedro Almeida nº 60, Sala 21 (primeiro piso) - São Cristóvão - Teresina - Piauí - CEP: 64052-280 Fone (86) 3233 9444
e-mail: dilsonlages[@]uol.com.br