Dilson Lages Monteiro Sábado, 26 de julho de 2014
ALÉM-MAR - MARIA DO ROSÁRIO PEDREIRA
Maria do Rosário Pedreira
Tamanho da letra A +A

As leituras dos escritores

[Maria do Rosário Pedreira]

Tenho a sensação de que quase toda a gente acha que os escritores lêem muito mais do que as outras pessoas. É lógico que se pense que a maioria dos escritores se apaixonou primeiro pela leitura e que foi essa paixão que, muito provavelmente, os conduziu à escrita. Mas daí a pensar-se que são os que mais lêem e que leram todos os livros fundamentais, bem... quanto a isso, já não tenho tanta certeza. Sei de leitores vorazes que paparam todos os clássicos sonantes e andam sempre actualizados sobre a literatura mundial, parecendo-me bastante mais lidos do que muitos escritores que conheço (e não estou a falar dos mais jovens), que «cumpriram» a sua quota-parte de leituras até terem começado a escrever mas depois passaram a ler apenas os grandes autores, ignorando todos os que vão aparecendo depois deles, excepto se se tornam célebres ou ganham prémios chorudos. Há, de resto, uma coisa que sempre me fez muita confusão e que tem que ver com o facto de um escritor dizer que, quando está a escrever, não lê nada (ou lê apenas jornais, revistas ou livros de receitas) para não se deixar influenciar. Até já apanhei uma vez um grande escritor a hesitar e a ficar nervoso quando lhe perguntaram o que andava a ler; permaneceu calado tanto tempo para se lembrar do título do livro que se tornou evidente que não lia nada há que tempos. Não generalizo, evidentemente, até porque sei de alguns que não adormecem sem ler umas páginas e de outros que andam tão bem informados sobre os autores novos que, de facto, os devem conhecer de ter lido, e não apenas de ter ouvido falar. Percebo também que, enquanto se está a escrever um livro, a paixão por ele deve ser tão grande que não deixa muito espaço a leituras (a não ser das páginas do próprio livro, lidas e relidas até à exaustão). Mesmo assim, tenho quase a certeza de que há gente que nunca escreveu uma linha que leu muito mais do que alguns escritores.

Compartilhar em redes sociais

Comentários (0)

Deixe o seu comentário


Reload Image








Últimas matérias da coluna

05.07.2014 - Correspondências

27.06.2014 - Blues Café

25.06.2014 - Leitura e desenvolvimento

19.06.2014 - Aproximar os autores dos leitores

06.06.2014 - Lê-se? Lê-se

29.05.2014 - Mal Nascer

07.05.2014 - Regras

21.04.2014 - Centenário

09.04.2014 - Anuário ressuscitado

28.03.2014 - Uma justa homenagem

19.03.2014 - O tom e a voz

23.02.2014 - Levar com um livro na cabeça

02.02.2014 - Au travail!

21.01.2014 - Uma questão de economia

21.01.2014 - Uma questão de economia

Ver mais
Dicionário de Escritores Exercícios de criação literária
Entretextos Acadêmico
Rádio Entretextos
Livros online Aúdios

(Dê)pois, poema de Dílson Lages


O macho-e-fêmea, de Rivanildo Feitosa


Listar todos
Livraria online
Últimas matérias

25.07.2014 - Maiúsculas: logradouros, cargos, documentos

--- Qual a forma correta de escrever o nome de ruas? Usamos as letras maiúsculas ou minúsculas para o caso de Rua Treze de Maio, Rua Frei Caneca? Marina Ferreira Domingos, Florianópolis/SC

25.07.2014 - Israel não dá bom exemplo

Se os insraelenses pudessem retroceder às atrocidades de que foram vítimas...

25.07.2014 - A INVENÇÃO DA SANTA

Talvez tenha sido por um milagre da santa.

23.07.2014 - Clóvis Rossi, mídia e política

Artigo da FOLHA, 29 E 30.9.2007

23.07.2014 - Estão se adiantando

Eles estão se adiantando, os meus amigos.

21.07.2014 - Genocídio no ar

Não dá para acreditar

21.07.2014 - OS GANSOS DA VÁRZEA DO SIMÃO

Erguiam a cabeça e estufavam o peito, orgulhosos de sua força e beleza, conscientes da nobreza de seu próprio ser. Acaso essa aristocrática altivez remontasse aos seus ancestrais devotados a Júpiter, guardiães do Capitólio da cidade eterna.

20.07.2014 - SOPRO: poema de Jefferson Bessa

poesia

18.07.2014 - Rita Pavone, cantora, artista, mãe, pessoa

Ela aproveita a vida! Entrevista no Youtube

18.07.2014 - Até onde pode levar o tédio

Resenha de

17.07.2014 - O olhar de um jovem mendigo

Ao sair da vetustíssima

17.07.2014 - As bandeiras congeladas

Holderlin vê as heras amarelas e as rosas.

16.07.2014 - VOCÊ JÁ POSTOU O SEU COMENTÁRIO NO MEU ARTIGO?

Não deixe de ler

16.07.2014 - DE REPENTE, A COPA SE FOI

DE REPENTE, A COPA SE FOI

15.07.2014 - Polêmicas literárias no Brasil: alguns recortes históricos

As polêmicas surgem

LABORATÓRIO DE REDAÇÃO PROF. DÍLSON LAGES
Baloon Center, Av. Pedro Almeida nº 60, Sala 21 (primeiro piso) - São Cristóvão - Teresina - Piauí - CEP: 64052-280 Fone (86) 3233 9444
e-mail: dilsonlages[@]uol.com.br